Associação Humanitária de

Bombeiros Voluntários Madeirenses

 

OS QUE AVANÇAM...

QUANDO TODOS FOGEM.

 

  HOME

ASSOCIAÇÃO

INFORMAÇÃO

CONSELHOS ÚTEIS

CONTACTOS ÚTEIS

 

 

  Bem vindo à página oficial da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Madeirenses.

Alta e sublime missão a do Bombeiro!

 

        Perante ele descobre-se, reverentemente, uma população agradecida. Por toda a parte, o seu nome vai envolto nas manifestações de respeito de toda a gente.

         Aproveitam-no como um nobre exemplo de altruísmo e abnegação.

         "Dar constantemente a sua vida pela dos outros" - constitui o seu enternecido lema, em que se desfibra uma alma pura e um coração diamantino. Hoje, é uma Mãe extremosa que lhe beija comovidamente as mãos por lhe ter salvo o filho querido das garras da morte, no voraz incêndio: amanhã o filho dedicado e exemplar que, do mesmo modo, lhe agradece ter salvo o pais amado, nas mais tocantes e comoventes condições de heroicidade, e que jazia, doente, numa cama,...

         Quem assim procede, quem tão alto se ergue e se impõe ao respeito e â consideração de outrem, não pode deixar de ser uma lama moralmente bem constituída, e um coração que, de preferência, abraça e segue o único, o verdadeiro caminho do homem são, do homem bom, do que de diviniza pela prática de acções nobres: - o caminho do bem.

         A sua acção verificada na missão nobre e em que segue sempre avante - lembra a de um missionário ao serviço da sua religião. E a missão do Bombeiro é, sem dúvida, é realmente, a religião do bem do próximo.

         É finalmente, e ele a tem como tal, - o seu sacrossanto dever!

        Todos os que servem no quartel do Corpo de Salvação Pública do Funchal fazem também da sua e no mais alto grau - uma religião, o seu sacrossanto dever.

         A todos anima, num espírito de perfeita concórdia desde o seu ilustre Comandante ao mais modesto obreiro dessa obra que tanto os nobilita e a terra que lhes serviu de berço, a mesma ânsia, o mesmo sentido desejo de serem úteis ao seu concidadão nas trágicas condições de um incêndio, e assim também vão conquistando, galgando, em actos que tantos os ilustra e dignifica, na enorme estima, no subido apreço que desfrutam na população da Madeira, quer da sua parte distinta, selecta e ilustrada, quer dos de condição humilde, mas que têm também coração e sabem sentir.

         Aos intemeratos bombeiros que receberam como plena consagração do seu denodado e heróico esforço as bênçãos de todos os Madeirenses que neles contam o melhor exemplo das suas virtudes cívicas - pois que são dos melhores e honestos cidadãos aqueles que vivem consagrando-se à humanidade e pelo que são tidos na Madeira como as suas sentinelas mais queridas, sempre vigilantes a defenderem as vidas e haveres dos que lhos entregam confiadamente. Viva, pois, o Corpo de Salvação Pública do Funchal e exulte a boa e pacífica população do Funchal.

 

Campos, Vasco e Malho, Alberto

O Bombeiro Madeirense e a sua história (1963)

 

 

 

VEM INSCREVER-TE

nos

Bombeiros Voluntários Madeirenses

 

- SE TENS ENTRE 16 E 35 ANOS -

 

Dirige-te à secretaria de comando da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Madeirenses e preenche a tua ficha de inscrição.

 

 

Deves trazer pala colocar em anexo:

  • Cartão do cidadão (ou documentos referentes ao mesmo)

  • Grupo sanguíneo

  • Curriculum vitae (recomendável)

  • Fotocópia do certificado de habilitações literárias

  • Fotocópia da carta de condução (se aplicável)

  • 1 Fotografia (tipo passe)

Aguarda pela avaliação do teu processo


 

Outras informações:

 

História do Voluntariado

na Corporação

(clique sobre a imagem)

Simbologia

(clique sobre a imagem)

 

 

 

Todos os direitos reservados Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Madeirenses ® 2011
Todas as imagens reproduzidas no site, são propriedade da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Madeirenses

 

Criado por Luís Andrade